Covid-19 – Mensagem da SPCIR

O Mundo enfrenta um problema inesperado, de difícil previsibilidade, com impacto enorme na atividade hospitalar e na saúde dos Portugueses e a que a Sociedade Portuguesa de Cirurgia não pode ficar indiferente.

A resposta dada por todos os profissionais de saúde em Portugal e, sobretudo daqueles que estão na linha da frente, é admirável, pela dedicação, disponibilidade e altruísmo com que enfrentam a pandemia. Os recursos não são os ideais, mas, mesmo nestas circunstâncias, elogiamos o vosso trabalho.

Aos cirurgiões depara-se uma nova realidade, em que as decisões terapêuticas relacionadas com tratamento adequado e atempado, com as situações de urgência, podem ser alvo de constrangimentos de difícil resolução. As diretrizes da Direção Geral de Saúde e a necessidade contínua da gestão do momento, poderão trazer dificuldades na gestão dos casos clínicos, com questões relacionadas com a ética e deontologia a terem de ser equacionadas.

A atividade cirúrgica urgente vai ter de ser realizada em doentes com COVID-19 positivos, e a prioridade a doentes oncológicos ou fortemente sintomáticos, terá que ser equacionada.

Uma mensagem de apoio a todos os cirurgiões portugueses que diariamente trabalham nos hospitais: que tenham capacidade de se adaptarem à nova realidade, que se concentrem neste problema, que se disponibilizem para atividades em que possam ser, também, úteis, que se protejam a si e aos seus, cumprindo o estabelecido pela DGS.

É altura de nos unirmos com cirurgiões, como médicos, como Portugueses. Venceremos esta pandemia.

Um abraço solidário,
Sociedade Portuguesa de Cirurgia